Tag: traditional

1o Torneio Outdoor Grilos 2019

Neste final de semana a equipe Grilos Brotherhood organizaram um evento, oficial do calendário da Field Brasil, de dois dias intensos com arco e flecha!!! Confira abaixo!!!

Sábado (15/06/19) foi o dia da prova de Field Round, nela são disparadas 112 flechas em duas rodadas de 14 alvos concêntricos em distâncias que variam de 80 jardas a 30 pés, ou seja, aproximadamente 73 a 6 metros de distância. Os alvos ficam dispostos normalmente em aclives ou declives, tudo montado aproveitando o que a natureza oferece: campos, bosques, lagos, …. E nesta prova em especial, os arqueiros em alguns momentos puderam atirar sob a copa dos pinheirais, árvores que caracterizam a nossa região nossa região cujas sementes dão nome a Capital do Estado, Curitiba que em Tupi Guarani significa: “muito pinhão”

O destaque para esta prova foi do nosso Instrutor, Helder Chin, que superou o recorde brasileiro de BAREBOW do ano de 2016, 339 pontos para 352 pontos.

Maik Tigrinho, também participou desta prova e terminou ela em primeiro lugar na categoria BOWHUNTER UNLIMITED, ficando à frente do segundo e terceiro colocados por um e dois pontos, respectivamente, em disputa acirrada, flecha a flecha. O que demonstra o quão arrojados os participantes desta categoria foram neste dia.

No domingo a participação dos Harpias aumentou com o ingresso da Cinthia Itiberê na categoria Tradicional Feminino. A prova do dia foi o Animal Round de Bowhunter, com distâncias não marcadas.

Esta prova é composta de alvos 3D, em distâncias que podem ir até 60 jardas (aproximadamente 54 metros). Também em aclives, declives, campo aberto ou bosques de mata Atlântica (no nosso caso) e também em áreas de reflorestamento. Nela é possível dar até três disparos, sendo que caso a primeira flecha acerte o alvo, não é mais necessário atirar as subsequentes.

Aqui, no 3D Animal, também ganhamos na categoria Barebow, um empate de ouro no Bowhunter Unlimited e uma terceira colocação no Tradicional.

Parabéns a todos os arqueiros que vieram dos Estados de São Paulo, Santa Catarina, interior e Capital do Paraná que estiveram neste maravilhoso evento que contou com um clima de céu azul.

Por fim, PARABÉNS e MUITO OBRIGADO aos Grilos Brotherhood por trabalhar voluntariamente para organizar um evento deste porte que mostra a força da equipe de vocês.

Cordas para arco – Dacron by DuPont

Cordas para arco – Dacron by DuPont

Artigo publicado em 21/06/2015 no blog: http://arquerismo.blogspot.com.br/
E
scrito por Helder Chin
Dacron é um poliéster criado pela DuPont na década de 40. Ele estréia como sendo uma alternativa inovadora para fios de tecido e costura. A sua popularização decorreu pela fácil aceitação pela indústria da moda da década de 50 pois ele era considerado um tecido resistente, moderno, de vanguarda. E o mais importante: Era um tecido relativamente barato que não precisava passar o ferro, pois não amassava!!!!!!
O Dacron é conhecido na Inglaterra por Terylene e na Rússia por Lavsan.

Também ficou muito conhecida por ser usada na fabricação de velas e cordas para barcos devido a sua capacidade de não estiramento, força, durabilidade, hidrofóbica, baixa elasticidade e resistência a abrasão. Assim, com todas estas características, era inevitável que arqueiros viessem a se interessar em melhorar a performance de seus arcos utilizando este novo material da época.

Falando de história, é impossível não citar a empresa americana Brownell & Company, quase bicentenária na fabricação de cordas para esportes de aventura, fundada em 1825 para atender pescadores com a fabricação de linhas e redes de pesca e quase cem anos depois, em 1922 entra no mercado do arquerismo.
A Brownell informa que suas linhas para cordas de Dacron estão a venda desde 1944, ou seja, logo no lançamento pela DuPont a empresa já estava antenada nos produtos para melhor atender o mercado.
A glória do Dacron nos arcos perdura até hoje em vários arcos tradicionais ou para iniciantes, mas com a tecnologia e ainda a DuPont, a década de 70 torna-se um marco para as cordas com o advento do Kevlar, o qual é um assunto para outro artigo.
Acompanho muitos fóruns de arco e flecha pelo mundo e sempre vejo o pessoal recomendar que pessoas interessadas em fazer cordas comecem pelo Dacron, todas elas pelo fato de ser um material mais barato que fast flight, dyneema ou spectra. Eu comecei fazendo cordas de Dacron também, afinal, se der errado, não sai tão caro.
Dizem que as cordas de Dacron são mais silenciosas, testei num arco recurvo de 45 libras (PSE Coyote 60″) e não vi diferença testando com um decibelímetro (63dB média) do celular na Yellow Ball Arco e Flecha, mas não sou o técnico mas apropriado para isso porque isto depende do brace height, material que o arco é feito, distância do aparelho com a corda, estar ou não no vácuo, eco, etc, etc, etc…
As cordas feitas de DACRON são recomendadas para:
– Arcos tradicionais
– Arcos de madeira
– Arcos antigos
– Arcos para inicantes
– Demais arcos modernos cujo fabricante informe a sua necessidade de aplicação
Isto porque elas possuem muito mais elasticidade que as cordas modernas (materiais sintéticos que surgiram depois de 1965, como os já citados acima) e deste modo não transferem tanta energia para o equipamento, evitando que o conjunto do arco se rompa e eventualmente machuque o arqueiro ou pessoas próximas durante o processo de disparo.
Eu já vi vários arcos tradicionais, de madeira, longbows e antigos romperem face a incorreta utilização de material de corda do arco, principalmente em competição. Não é uma coisa legal.
Hoje mesmo, no dia desta publicação, recebi a foto de um arqueiro de outro estado mostrando as lâminas estragadas e ao verificar as instruções do fabricante, o arqueiro usou Dyneema no lugar do Dacron, sorte que não se machucou.
Os principais fabricantes são:
– Brownell & Company com o modelo B-50 (http://www.brownellarchery.com/)
– BCY Fibers com o modelo B-55 (http://www.bcyfibers.com/)
Acredito que estas sejam as informações mais importantes a saber sobre o material que muitos arqueiros usam em seus arcos.

Este é o primeiro de vários artigos sobre cordas que vou escrever aqui no Blog, comecei pelo Dacron porque assim eu faço uma cronologia, embora existam materiais anteriores comumente utilizados no arco e flecha, resolvi começar por este por ser de fibra sintética e em uso em larga escala por arqueiros de todo mundo.

Um abraço!
Chin